Adubos Orgânicos usados em Roseiras

Boas Festas!!!
23 de dez. de 2016
Pesquisadores levam sete anos para desenvolver uma nova rosa
13 de jan. de 2017
Exibir tudo

Adubos Orgânicos usados em Roseiras

Também podemos encontrar os macro nutrientes (nitrogênio, fósforo e potássio) em versões orgânicas.

O nitrogênio pode ser encontrado em estercos (aves, gado, curral etc.), também na torta de mamona. O fósforo na farinha de ossos calcinada e na farinha de peixe, e o potássio, em cinzas de madeira, carvão vegetal e derivados da casca do coco (fibra, substrato, pó).

Os adubos orgânicos são compostos por derivados ou subprodutos agropecuários.

No caso dos orgânicos, temos um nível de segurança maior com relação a possíveis excessos, pois estes são absorvidos gradativamente pelo solo e pela planta. Os adubos orgânicos são liberados lentamente, demoram cerca de quinze dias para degradar e ficarem em condições de serem assimilados pelas plantas, mas em compensação, têm uma ação prolongada.

Eles favorecem a formação e estruturação da micro flora do substrato. Pode ser feita, por exemplo, a cada dois meses. O adubo deve ser colocado ao redor da planta próximo a borda do vaso.

Além disso, o adubo orgânico também pode ser encontrado em forma de pastilhas ou líquidos (mais práticos). Em todos os casos citados, devem-se seguir as instruções de uso dadas pelo fabricante.

Para se utilizar bem este tipo de informação, deve-se sempre recorrer as funções dos nutrientes. Por exemplo, uma planta que apresenta uma baixa floração, deve receber um adubo com uma porcentagem mais alta de fósforo, como a farinha de ossos calcinada. Ou uma planta com pouco crescimento, poucas folhas e amarelada, deve receber um adubo com mais nitrogênio, como a torta de mamona.

Normalmente encontramos recomendações da aplicação dos dois produtos (2 partes de torta de mamona para 1 parte de farinha de ossos), visando um fornecimento mais completo de nutrientes para as plantas.

Importante: Não misture os dois produtos (farinha de ossos e torta de mamona), pois juntos podem se tornar tóxicos.

É importante saber que a fertilização correta torna a planta saudável e mais resistente a pragas e doenças. Tenha isso em mente.

Fonte: http://www.paisagismobrasil.com.br/

Assine nossa Newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *