Praga de roseiras: mancha negra

Perfumes de Rosas
16 de set. de 2016
Praga de roseiras: cancro da haste
28 de set. de 2016
Exibir tudo

Praga de roseiras: mancha negra

Como todas as plantas, a rosa necessita de condições favoráveis para a sua sobrevivência. Quem cultiva uma roseira precisa se atentar para a manutenção, que requer podas regulares, irrigação e abudo de qualidade. Somente assim as rosas poderão florescer fortes e bonitas.

As rosas são flores lindas que embelezam jardins e residências, deixando o ambiente mais colorido, delicado e agradável. O cultivo é comum no Brasil, mas para que os botões se desenvolvam bonitos e saudáveis, a planta requer alguns cuidados.

Quando as roseiras não recebem o tratamento apropriado, elas ficam vulneráveis a doenças e pragas. Conheça os problemas mais comuns das roseiras e as formas de combatê-las.

Mancha negra

Os primeiros sinais deste problema se manifestam nas folhas, que adquirem manchas escuras e depois caem da roseira. Apesar de atingir a parte inferior da rosa, o fungo pode se espalhar pelo corpo todo e comprometer o desenvolvimento dos botões. O problema se intensifica nos dias quentes e úmidos. No caso de uma roseira contaminada por mancha negra, é necessário remover todas as folhas contaminadas e em seguida pulverizar óleo de sódio nas plantas.

Como tratar a mancha negra

Se os seus canteiros estiverem afetados, é necessário livrar-se de todas as folhas que já possam estar contaminadas, para que estas não contagiem as restantes. Posteriormente, deve utilizar um spray de óleo de sódio e pulverizar as roseiras com o intuito de as proteger e salvaguardar de outros eventuais ataques.

Nos próximos posts falaremos mais sobre as demais pragas e a forma correta de tratá-las. Acompanhe e cuide da sua roseira como ela merece.

Assine nossa Newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *