Rosas trepadeiras

Rotina de cuidados para cultivar Rosas no Jardim ou no Vaso
8 de set. de 2016
Perfumes de Rosas
16 de set. de 2016
Exibir tudo

O nome científico dessa flor é Rosa hybrid.

Diferencial: É uma família de roseiras híbridas, desenvolvidas especialmente para cumprir com essa função, contendo flores mais bonitas e ainda galhos com maior flexibilidade.
Conhecido popularmente: Roseira trepadeira

Essa planta é como se fosse um arbusto escandente, já que não possui sustentação que permita fixar num suporte, para que a mesma tenha a aparência de trepadeira, é necessário que seja amarrada. A Roseira trepadeira pertence à família das Rosaceae.
É uma planta perene. O país de origem é o Japão e parte da região asiática.

Tamanho: Seu porte é ligeiramente grande, chegando a medir até 06 metros.

Como são as flores: Quase sempre as flores dessa roseira apresentam um suave perfume, alcançando um tamanho piramidal, com diversas cores, dentre elas: amarela, branca, rosa e vermelha, despontando quase todo o ano, especialmente durante a primavera.

Aparência: Ela apresenta um fino caule, flexível e longo. Para se desenvolver precisa de muita luz solar.

As regas: Todas as roseiras preferem bastante umidade, entretanto, sem deixar que o solo fique encharcado. É importante que se regue entre duas e três vezes por semana, especialmente entre os meses mais quentes do ano, e somente uma vez nos meses mais frios. A preferência do clima para essa roseira é frio e ameno. As podas devem ser feitas de formas anuais, leves e proporcionando a renovação.

Formas de cultivo: Essa planta gosta bastante de se desenvolver num solo areno-argiloso, que possua grande parte de matéria orgânica e ainda uma drenagem adequada, podendo suportar tranquilamente os ventos. Apesar disso é uma roseira bastante delicada, que pede um pouco mais de cuidado que outros tipos de plantas.
O melhor tipo de fertilização feita para essas roseiras é o uso de NPK, com a fórmula 06-12-06, colocando o produto em volta do caule, mas não diretamente nele.

A melhor forma de uso da Roseira Trepadeira: O plantio delas é perfeito para serem colocadas em muros, paredes, cercas, pórticos e pilares, entretanto, é necessário que se faça a amarração adequada.
Meios de plantio: A forma de se plantar a roseira é através de estaquia de galhos, especialmente durante o verão e a primavera.

Maiores Informações:

Qualquer pessoa que esteja habituada a lidar com roseiras sabe que a roseira trepadeira é bem mais resistente que as outras, tendo um perfeito desenvolvimento, se estiver num ambiente adequado. Elas resistem melhor ao ataque das pragas e precisam de quase nenhum monitoramento durante a fase de crescimento.
Esse tipo de roseira é bastante escolhido por aquelas pessoas que não têm grande experiência no cultivo, pois não requer uma criteriosa manutenção e cuidados, mas ainda assim é dotada de grande beleza.
Além de regar normalmente, fazer uma pequena poda e acrescentar os fertilizantes corretos, os únicos trabalhos que se tem com uma planta como essa, é sentar e apreciar a beleza e o perfume das suas flores, principalmente durante o verão e a primavera. Difícil né?

Como cuidar de uma roseira trepadeira em um vaso

Para qualquer jardineiro, as roseiras trepadeiras são uma variedade de rosa resistente que desenvolve-se muito bem. Elas resistem a pragas e requerem pouca monitoração na estação de crescimento. Além da rega, da fertilização e da poda ligeira, o maior trabalho de um jardineiro é desfrutar da alegre disposição das flores durante o verão. Esse gênero de rosas é adequado para o jardineiro que procura aprender a arte do cultivo das rosas, porque elas não exigem a mesma manutenção de outras variedades de rosas.

O que você precisa?

  • Vaso (35 cm a 40 cm de diâmetro)
  • Cascalho
  • Terra de envasamento
  • Roseira trepadeira

Instruções

  1. Coloque uma camada com 5 cm de cascalho no fundo do recipiente. Encha-o até metade com terra de envasamento.
  2. Remova a roseira trepadeira do recipiente temporário e separe com cuidado as raízes exteriores da raíz principal, para permitir que elas cresçam no solo mais facilmente.
  3. Faça um buraco no centro do vaso e coloque a roseira nele, de maneira que ele tenha a mesma profundidade que tinha no recipiente. Encha com terra de envasamento em volta das raízes e calque firmemente em volta da base da planta com as mãos.
  4. Depois de plantar, regue a nova roseira. Adicione uma camada com 2,5 cm de cobertura vegetal em cima da terra de envasamento, certificando-se que essa cobertura não toque no caule da roseira. Coloque o vaso em um local, o qual receba cerca de seis horas de luz solar direta todos os dias.
  5. Mantenha a roseira podada durante a estação de crescimento, removendo as flores antigas à medida que elas clareiam. Isso irá estimular o florescimento da planta em toda a estação de crescimento. Regue-a todos os dias, para manter a terra envasada úmida o suficiente.
  6. Fertilize a roseira após o aparecimento das primeiras flores. Misture o fertilizante com água, conforme as instruções da embalagem, para o tamanho do seu vaso. Coloque a mistura em volta da base da roseira, certificando-se que não a despeje na folhagem. Fertilize-a uma vez por mês durante a estação de crescimento.
  7. Nos meses de inverno, coloque o vaso em uma garagem para proteger a planta das temperaturas baixas. As roseiras trepadeiras plantadas em vasos não conseguirão tolerar o inverno, porque os recipientes deixam as raízes menos protegidas das temperaturas severas. Se quiser dar maior proteção à planta, enrole-a toda em serapilheira enquanto estiver dentro da garagem.
  8. Pode a roseira no fim do inverno ou no começo da primavera, enquanto a planta estiver dormente. Corte um terço da roseira, removendo os tocos até ao local do broto. Retire logo acima do broto e faça um corte para fora em um ângulo de 45 graus, com a parte maior do corte para o exterior da planta e a parte menor de frente para o interior da planta.

Assine nossa Newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *